» esqueci a senha

Ainda não possui login? Cadastre-se.

notícias e artigos


Profissionais dividem opiniões sobre tempo ideal para o trabalho presencial

publicada em 07/10/2021

 

Três dias por semana no escritório é a quantidade perfeita na volta ao trabalho presencial para cerca de um terço dos profissionais ouvidos em uma pesquisa feita pela Oliver Wyman, consultoria de gestão com escritórios em 29 países. Foram entrevistadas mil pessoas em quatro países: Estados Unidos, Reino Unido, Brasil e China. Para 11,2% delas, o ideal é ir para o escritório quatro vezes na semana, 32,5% falaram em três dias, 19,7% indicaram dois e 14,5% apenas um. O restante (22,1%) considera que é importante ir ao escritório todos os dias da semana.

As principais razões pelas quais as pessoas querem voltar ao presencial são produtividade, melhor ambiente de trabalho, melhor colaboração, ver os colegas, sentimento de equipe, sentimento de realização, bebidas e comidas gratuitas e outros aspectos, nessa ordem.

 Já no sentido oposto, as principais razões para continuar no home office são o deslocamento entre casa e escritório, o ambiente de trabalho ser melhor em casa, ter mais tempo livre, não se sentir motivado com o trabalho, não ter comida e bebida à vontade no escritório e não gostar dos colegas.

Em um outro levantamento, a consultoria também quis saber ouvindo 5.300 entrevistados em nove países (Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Itália, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos) como serão as viagens de negócios daqui para frente.

Globalmente, 74% dos pesquisados esperam viajar da mesma forma ou até mais do que viajavam antes da pandemia. Chineses, americanos e australianos estão dispostos a viajar mais a trabalho, devido a um aumento nas atividades dos negócios. Porém, no médio a longo prazo, de acordo com o estudo, as viagens de negócios podem sofrer um declínio ou se estabilizar em um nível inferior ao pré pandemia, devido a mudanças duradouras nas formas de trabalho e nas políticas de viagens das empresas, que também olham para a redução dos deslocamentos em função de orçamento e emissões de carbono.

Dois terços dos entrevistados disseram que as telecoferências são eficientes e um mesmo número disse poder trabalhar de casa sem prejuízo ao menos parte do tempo.

 

Por Valor Econômico

« voltar
óbile ©